Cirque du Soleil

cirque du soleil

Cirque du Soleil | Trupe franco-canadense retorna ao país no 4º trimestre com “Amaluna”, ode à mulher, inspirado em obra de William Shakespeare.

O Brasil voltou a entrar na rota do Cirque du Soleil, a maior e mais luxuosa companhia de circo do mundo. A arrebatador trupe internacional com sede em Montreal (Canadá) vai retornar ao país em 2017, com a turnê do espetáculo Amaluna. O tour desembarca na América do Sul em setembro pelo Uruguai. E deve chegar ao Brasil até o último trimestre. A companhia vai divulgar em breve as cidades e as datas do espetáculo no país. A última passagem do circo mais famoso do mundo pelo Brasil ocorreu em 2013, com a turnê Corteo, que teve apresentações em seis capitais. Antes disso, a trupe fez temporadas no país em 2006 (Saltimbanco), 2007 (Alegria), 2009 (Quidam) e 2011 (Varekai). O Brasil é considerado o terceiro maior mercado internacional do Cirque du Soleil, segundo dimensionou o diretor internacional de Vendas e Turismo do Cirque Du Soleil, Matthew Boone. Segundo Boone, o Brasil só fica atrás da Coreia e do Japão em audiência para o grupo. AMALUNA Em cartaz desde 2012, Amulana é definido como um romance acrobático, com um elenco de 50 artistas e mais de 130 figurinos. Considerado um tributo às mulheres, o espetáculo foi o primeiro da companhia com trupe predominantemente feminina – elas são 70% dos artistas e músicos. Atualmente, a montagem está em tour pela Europa. Fundado em 1984, o Cirque du Soleil é o maior grupo teatral do mundo, com cerca de 4 mil empregados, incluindo 1.300 artistas oriundos de 50 países. As montagens da companhia já passaram por cerca de 300 cidades de 40 países, somando mais de 100 milhões de espectadores. Desde 2015, a companhia é controlada por um consórcio formado pela empresa americana TPG e o grupo chinês Fosun, que compraram a quase totalidade do negócio por cerca de US$ 1,5 bilhão. Fonte: http://www.forbes.com.br/

Comments are closed.